quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Relato 35 - Fornecedores: música

Músico da cerimônia: Luciano de Oliveira – Contratado uma semana antes, se virou nos 30 pra tocar as músicas que pedi. O trio nos deixou na mão um mês antes do casamento (conto já os detalhes) e saímos desesperados atrás de um sanfoneiro para tocar na cerimônia, mas nenhum que soubesse ler partitura tinha vaga na agenda ou estaria no Rio. Como antes mesmo de fechar a casa já tinha decidido que entraria ao som da marcha nupcial na sanfona, foi um Deus nos acuda, porque ia ficar MUITO decepcionada se não conseguisse. O irmão do marido achou o Luciano no Google e marido foi vê-lo tocar. Achou que tocava direitinho e já contratou logo! Mas ele disse que precisaria gravar as músicas no teclado pra ficar em segundo plano porque só na sanfona não ficaria bom, porque não ia dar tempo dele aprender as músicas completinhas na sanfona, tocando todas as notas. Só que deu vírus no computador dele e só foi terminar de gravar tudo na véspera às 9 horas da noite, imagina! E eu sem saber nada, marido escondeu pra eu não surtar... Por conta desse problema, não deu tempo dele transformar a nossa música em xote, como falei aqui. Tocou direitinho, do pouco que consegui prestar atenção, rs, mas na música das crianças e na dos cumprimentos o tempo que ele gravou não foi suficiente, daí, teve que reiniciar e ficou um gap, achei que ficou feio. Mas ninguém nem comenta isso, só dizem que acharam super legal ter um sanfoneiro tocando! Considerando que o Luciano foi contratado em cima da hora e fez milagre, nem posso reclamar dessa pequena falha, seria injusto. RECOMENDO


DJ: Leandro (BPM Audio) – é um dos que trabalham com o sítio, achei mais simpático que o outro e já tínhamos ido em uma festa com ele, então fechamos. Escolha mega acertada, todo mundo elogiou o DJ, a iluminação também estava ótima, a reunião para acerto dos detalhes foi objetiva e agradável, tocou o que a gente pediu e nos salvou com o som da cerimônia 3 dias antes do casamento. Uma pena não ter lembrado de tirar foto com ele! SUPER RECOMENDO!

Show: Trio Pé de Serra – aqui começou o drama... Foi um dos primeiros contratos fechados, já conhecemos há muitos anos dos forrós da vida, adoramos o show deles e o sanfoneiro é muito bom, o que era crucial, já que o som da cerimônia seria só na sanfona. O contrato é claro no sentido de que as músicas da cerimônia não seriam forró, mas seriam tocadas na sanfona. Daí que, um mês antes do casamento, escolhemos as músicas e passamos pro Perpétuo, vocalista e líder do trio. Ele reclamou um pouco porque o sanfoneiro não sabia tocar aquelas músicas e ia ter que tirar no ouvido, só que eles estavam gravando CD e por isso mega sem tempo... Primeiro ponto: a gente não sabia que ele não lia partitura, se tivéssemos sido avisados teríamos passado as músicas pra ele antes, pra tirar de ouvido.  Comecei a ficar super preocupada e a perturbar o então noivo, que ficou em cima do Perpétuo pra saber se o sanfoneiro já tinha ouvido as músicas e se tinha conseguido tirar. Com o tempo passando, começamos a buscar em paralelo outro sanfoneiro, como falei acima, mas não achamos. No final das contas, a uma semana do casamento tínhamos certeza que não ia rolar e foi aquele desespero pra arrumar qualquer um que tocasse. Pra piorar, eles que iam levar a mesa de som também, mas comecei a ficar com medo de o equipamento ser velho e dar problema, ou eles chegarem atrasados, aí resolvemos morrer em mais uma grana e pedir pro Leandro levar. Isso tudo me estressou horrores e ao noivo idem, sem falar no tempo que tomou que poderíamos – e deveríamos – estar resolvendo outras coisas. Fiquei muito P#&* da vida, só não processei porque eles são uns mortos de fome e não ia dar em nada mesmo, além de ficar um clima chatão no forró. O show na festa foi ótimo e animado como sempre, aliás foi a melhor parte da festa pra mim, mas, diante de tudo o que aconteceu, NÃO RECOMENDO DE JEITO NENHUM!!!

3 comentários:

Rebeca disse...

Esse é o problema de contratar bandas que não estão acostumadas a trabalhar em casamentos! A logística pode ser um pouco complicada mesmo. Que bom que no final tudo deu certo! Bjos.

Anônimo disse...

Ah, como eu queria alguem de Sao Paulo fazendo relatos como o seu... ajudaria imensamente!

Priscilla disse...

Estou adorando seus relatos!!
Estou te seguindo!
Bjs